Photoshop 100% online!

Sim sim sim!!! Um editor alá PicNik, mas com mais funções e uma integração muuito facil com várias redes sociais. Ainda não é o photoshop, é o Splash Up! Me cadastrei (free) e brinquei um pouco. Vamos lá:

logo de cara você vê um layout bonitão e um botão para fazer o cadastro. Pensei que seria mais um daqueles Betas que só entram convidados… mas o cadastro ultra-rápido e prático (que me pediu apenas 4 campos, sendo 1 deles pra repetir/confirmar a senha) já me deixou logado na hora, sem precisar nem confirmar o email ou aquelas burocracias todas.

Lá estava eu, preparado pra usufruir desse editor totalmente web-based. Dei uns prints pra ilustrar melhor cada etapa do brinquedo, então, após feito cadastro, vamos ver como é o desempenho do negócio.
Como podem ver, a interface é muito parecida com a do Photoshop, e vocês vão ver que não é só isso.
Ao clicar em file -> open image, ele me deu várias opções de onde procurar minha imagem. Fui de cara no Flickr, onde tenho algumas fotos publicadas. Quando cliquei, ele pediu para eu autorizar o acesso a minha conta lá. Foi rápido e nem um pouco doloroso. Simplesmente cliquei, ele abriu a tela do Flickr, confirmando. Done. Lá estavam minhas fotos. O carregamento dos thumbnails foi bem rápido (usando rede da empresa, num centrino).

Ops! O primeiro erro. Pra minha frustração, nenhuma das imagens do Flickr que selecionei ele conseguiu abrir. Aparecia uma mensagenzinha de erro.

Tudo bem, vamos tentar carregando uma imagem do próprio computador.

Achei uma fotinha que tinha de um show antigo da banda.

Agora sim. Esse zezão ai da bateria sou eu, com a banda Big Shots (a imagem está um pouco destorcida porque eu já tinha inventado de dar um image size desproporcional). O carregamento da foto foi relativamente rápido (não se compara a um software na máquina, mas para web, foi bem rápido). Nesse momento me senti efetivamente no fofoxope (photoshop para os leigos), porém com um delay 40 vezes maior. Toda manipulação carecia de uma certa paciência, pois ao selecionar uma ferramenta, ele processava, pra depois você poder aplicar na imagem. Ou seja, a ferramenta de recorte (bevel lasso) era praticamente impossível de ser utilizada com precisão.
Apelei pra seleção retangular mesmo. Feito isso, fui ver o que tinha de legal pra mexer.

Terrível né? Calma, eu estava só testando!

Já usei muito fotoxopen na minha vida, e talvez por estar acostumado com a performance do software e por tentar fazer manipulações na foto usando mouse de notebook tenha me sentido um pouco frustrado (ou é pura falta de talento mesmo… enfim).

Mas olha só que legal: o splashup parece até nos efeitos e na maneira que você aplica eles. Dei 2 cliques no layer, e ele abriu a telinha de efeitos:

adicionei um drop shadow vagabundo e não é que funcionou? Dá até pra brincar na direção, distancia e intensidade da sombra.

Bom, .. fui brincando, brincando até que cansei porque era muito delay e eu já não aguentava mais.

Agora vem a parte divertida e mais interessante, na minha opinião. Feita toda essa arte (arte?) cliquei em file -> save image
Vejam que bacana:
Ele me abre uma tela igual a do foroxop (agora pronunciando com sotaque), onde posso escolher a qualidade e formato da imagem que será salva.

E não é só isso! Lembra da tela inicial, quando fui abrir uma imagem? Ele me deu a mesma opção no final. Pude escolher se publicaria a foto no facebook, flickr ou qualquer outra rede social que tinha lá listada.

Como ficou muito feio, resolvi salvar na minha máquina mesmo, em formato jpg, com qualidade 50. Btw, já deletei a imagem (tava muito ruim).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s