Cobrança: O Termômetro do Relacionamento

A vida é uma caixinha de surpresas…e as cobranças nos surpreendem mais ainda. Às vezes iniciamos um relacionamento por estarmos abertos, querendo curtir bons momentos, e eles começam a acontecer,…nos trazem devaneios ao meio do dia, nos iludem nas noites frias e nos alegram nos fins de semana.

Vivemos momentos bons e nos sentimos bem. Faz bem se relacionar com alguém… mas e quando vem a primeira cobrança?

A cobrança nos faz voltar a terra, derribar de nosso vôo, nos faz repensar e sentir coisas que não sentíamos durante toda relação. É como um termômetro do nosso momento com a pessoa…

Segundo Alex Fontes, namorado da Melissa Martins a 7 meses, “o índice das cobranças é diretamente proporcional com a expectativa. Ou seja, se tem cobrança, é por que ou a expectativa está alta demais ou o delivery por parte do namorado está sendo pequena. Nesse caso, uma reavaliação do contrato deve ser realizado pelas partes, afim de se re-desenhar os timelines e mais importante, os itens do escopo”

Alex também afirma que “segundo a ANAN (Agencia Nacional de Auditoria em Namoros), um dos acontecimentos mais comuns, é que devido a metricas e objetivos mal calculados no inicio do namoro, normalmente uma das partes acaba contratando mão-de-obra especializada para cobrir os “grey-areas” do namoro, resultando em gastos extras e ainda pior, o desentendimento entre as partes”

Por outro lado, uma amiga minha, Milena, diz que é bom ser cobrado quando há o tuin*. “Quando bate o tuin, ficamos com vontade que ele (a) cobre. Queremos ser acordadas no meio da noite, queremos que ele vá atrás, queremos ficar junto com ele(a) o tempo todo.”

Enfim, quando somos cobrados nos sentimos em uma situação de decisão e alinhamento de expectativas de ambas as partes. Se alguém subiu mais um andar no elevador, ou outra pessoa desceu um andar, é preciso conversar, reavaliar e ver o que vai ser melhor a curto, médio e longo prazo. O relacionamento teoricamente é emocional, mas às vezes precisamos remodelar na prática, e deixar as coisas fluirem naturalmente.

* Tuin: expressão usada pela Milena para descrever a sensação de estar apaixonado por alguém… da onomatopéia “tuin” ou estalo dado no coração.

imagem: istockphotos.com

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s